População de Imperatriz é revoltada com a família Lobão por não concluir a obra do PAC

Por Luís Pablo Política
 

Edinho Lobão

Edinho Lobão

A população de Imperatriz-MA nunca esqueceu que a empresa responsável por ter abandonado a obra do PAC Vila Cafeteira foi a do empresário Luciano Lobão, irmão do pré-candidato Edinho Lobão e filho do ministro Edison Lobão (Minas e Energia).

Até hoje a população daquela cidade culpa a família Lobão de não ter concluído a obra do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC.

Muitas pessoas de bairros carentes de Imperatriz, que sonhavam em ter uma casa própria através do programa do Governo Federal, são revoltadas com a Construtora HYTEC, de propriedade de Luciano Lobão.

Todos sabem que Luciano foi o responsável por abandonar a obra. Na época – que “ganhou de bandeja” a licitação do PAC na administração do então prefeito Ildon Marques, ele brigou com o atual prefeito Sebastião Madeira se queixando que o valor da obra teria se desvalorizado e querendo mais dinheiro. Dizem que Madeira chegou ser até ameaçado de morte.

A empresa do filho do ministro Lobão manchou a imagem do senador Edinho na Região Tocantina – tradicional reduto da Oposição do Maranhão.

A ida de Edinho Lobão esta semana para Imperatriz em busca de apoio, poderá não ser tão calorosa quanto ele pensa. A população não esqueceu do rastro que o irmão deixou na cidade.

Madeira vai apoiar Edinho mesmo depois da confusão do PAC com Luciano Lobão?

Por Luís Pablo Política
 
Prefeito Sebastião Madeira e os irmãos Lobão: Luciano e Edinho

Prefeito Sebastião Madeira e os irmãos Lobão: Luciano e Edinho

Vai ser muito difícil o prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira (PSDB), declarar apoio ao suplente de senador e pré-candidato ao Governo do Maranhão, Edinho Lobão (PMDB).

Todo mundo da Região Tocantina sabe da grande confusão que teve entre Madeira e o empresário Luciano Lobão, filho do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão.

Na época, o prefeito de Imperatriz foi perseguido e enfrentou a fúria dos Lobão por conta da obra do PAC da Grande Cafeteira e Riacho Bacuri.

A construtora responsável pela obra do Governo Federal era a HYTEC, de propriedade de Luciano Lobão, que ganhou a licitação no governo do então prefeito de Imperatriz, Ildon Marques (PMDB).

IMG00030

Luciano chegou a acusar Sebastião Madeira de atrasar os pagamentos a sua empresa e ainda ameaçou a rescindir o contrato com a Prefeitura de Imperatriz.

Madeira, por sua vez, acusou o filho de Lobão de não executar a obra corretamente e ainda levou a empresa HYTEC à Justiça – alegando irregularidades nas obras.

O prefeito de Imperatriz até hoje comenta sobre o que passou e a pressão que sofreu, devido a força da família Lobão. Por conta disso, vai muito difícil Sebastião Madeira fingir como se nada tivesse acontecido.

outrasruas-vlCafeteira_SidneyRodrigues (3)

São Luís: incêndio consome apartamento no bairro do Renascença II

Por Luís Pablo Política
 

Imirante.com

Incêndio no Renascença

Um incêndio com danos materiais foi registrado na madrugada desta segunda-feira (21), no bairro do Renascença II, em São Luís.

De acordo com o Centro Integrado de Operações (Ciop) do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBM-MA), o incêndio teve início por volta das 1h05, no sétimo andar do Edifício Costa Rica, na rua do Vale, próximo a uma escola particular.

As causas do acidente vão ser apontadas pela perícia.

Incêndio no Renascença 2

Incêndio no Renascença 3

Roseana Sarney vai receber Edinho Lobão no Palácio dos Leões

Por Luís Pablo Política
 

Governadora Roseana Sarney

Governadora Roseana Sarney

A governadora Roseana Sarney (PMDB) vai receber o suplente de senador e pré-candidato ao Governo do Maranhão, Edinho Lobão (PMDB), no Palácio dos Leões.

O encontro entre os dois peemedebistas ocorrerá esta semana, provavelmente na quinta-feira (24) – um dia seguinte ao grande ato político que está marcado para acontecer na quarta-feira, dia 23, na Assembleia Legislativa.

Roseana e Edinho irão discutir sobre as articulações do grupo na Região Tocantina e traçar novas metas para eleição.

Um dos primeiros passados do suplente de senador será buscar o apoio do prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira. Além dele, Edinho Lobão pretende receber também o apoio de outras lideranças que firmaram compromisso com o ex-secretário Luís Fernando Silva, quando era o candidato do grupo Sarney ao governo Maranhão.

A governadora deverá ajudar o senador no sentindo de intermediar o diálogo com os prefeitos, ex-prefeitos, vereadores, deputados estaduais e federais e correligionários. Todos aguardam uma motivação do grupo Sarney para reforçarem a caminhada de Edinho nos municípios do Estado.

“Roberto Rocha está com medo de Castelo”, diz tucanos

Por Luís Pablo Política
 

Vice-prefeito Roberto Rocha

Vice-prefeito Roberto Rocha

É grande a crise no grupo de oposição liderado pelo comunista e pré-candidato ao governo do Maranhão, Flávio Dino.

Após a chegada do PSDB no palanque do comunista, a pré-candidatura do vice-prefeito Roberto Rocha (PSB) ao Senado Federal, começou a ser ameaçada por tucanos.

O socialista deixou de ser o único candidato de Flávio Dino. Agora ele terá que disputar a vaga ao Senado com o ex-prefeito João Castelo, que já disse que não abre mão.

Em conversa com o titular deste blog, alguns tucanos falaram que Rocha estaria com medo de Castelo – devido o seu patrimônio eleitoral.

“Roberto Rocha está com medo de Castelo porque sabe da força eleitoral que ele tem em todo Maranhão”, disse.

O vice-prefeito, por sua vez, já declarou que não fará parte do grupo de Flávio Dino, caso o ex-prefeito João Castelo lance sua pré-candidatura ao Senado.

Roberto Rocha disse que se não for candidato único, o “caminho natural” será lançar uma candidatura ao Governo.

Lennilda Costa pode ser destituída da presidência da Câmara de Açailândia

Por Luís Pablo Política
 

Por Cézar Junior (Jornal do Maranhão – Açailândia – MA)

A vereadora Lennilda Costa corre sério risco de perder o mandato e o cargo que ocupa na presidência da Câmara Municipal de Açailândia. Vários vereadores, num total de doze, acusam a presidente de que a mesma procedeu de modo incompatível com a dignidade na sua conduta pública.

O vereador José Francisco Gonçalves Sousa, conhecido por Canela, afirmou que a Presidente, além de atropelar as normas regimentais da Casa, comportou-se de forma omissa, abusiva e ilegal no exercício do cargo na condução do processo referente à denúncia protocolada pelo o eleitor Cleones Oliveira Matos, com pedido de afastamento provisório e cassação da prefeita de Açailândia, Gleide Lima Santos.

Vereadora Lennilda Costa, presidente da Câmara Municipal de Açailândia

Vereadora Lennilda Costa, presidente da Câmara Municipal de Açailândia

O clima é tenso entre a presidente Lennilda Costa e o quórum qualificado de 12 vereadores, que estão inconformados com o comportamento da vereadora na condução da Casa. Entre outras acusações, os edis afirmam que Lennilda Costa, já há bastante tempo, vem conduzindo a Câmara de Vereadores de forma inadequada e ineficiente, causando nos seus pares, o descrédito e a desconfiança da população.

A exemplo disso, afirma o vereador Luis Carlos, conhecido como Carlinho do Fórum: “a presidente autorizou e permitiu que o filho da prefeita Gleide Santos viesse na nossa própria casa utilizar a tribuna para ofender de forma pejorativa um dos membros deste legislativo, isto é ultrajante! Não podemos permitir que um estranho de outro Poder (Executivo), ocupa nossa Casa para desmoralizar um de nós, sob o olhar indiferente e passível da direção, sem advertir ao forasteiro, confundindo harmonia entre Poderes, com submissão total, tornando a própria casa numa senzala de serviçais do Executivo. A família que não defende a própria casa e não impõe respeito, está fadada ao fracasso”, finalizou.

O vereador Pastor Vagnaldo ressalta que além da Presidente Lennilda Costa se comportar de forma subserviente ao Poder Executivo, ela forneceu cópia da denúncia para acusada, antes mesmo de ser distribuída para os vereadores e ser apreciado pelo o plenário da Câmara, facilitando a investigada privilégios sem o devido procedimento legal, conforme consta nos anexos do Mandato de Segurança impetrado pela Prefeita Gleide Santos, quando tentou suspender a sessão extraordinária do último dia 11 (sexta-feira).

Porém, as acusações não param por ai. O vereador e Vice-presidente da Câmara, Márcio Aníbal, lamentou que em desacordo com o procedimento definido no Decreto Lei Nº 201/67, a Presidente da Câmara, Lennilda Rocha, além de não lançar na pauta da sessão seguinte (10/04/2014) a leitura da denúncia como determina a lei, foi muito mais adiante: não compareceu na sessão e tomou para si a responsabilidade de apreciar sozinha, emitindo apenas um vago e mal redigido “PARECER”, onde o mesmo confunde “Comissão Processante” com “Comissão de Inquérito”, demonstrando num casuísmo, a nítida intenção de obstruir o andamento do processo.

Ademais, decidiu monocraticamente rejeitando a denúncia, negando aos seus pares a apreciação da matéria e violando o direito líquido e certo do cidadão de ver sua demanda seguir o trâmite estabelecido pelo o referido Decreto (Nº 201/67).

Não há como negar que o vereador Márcio Aníbal está coberto de razão. O Decreto Lei Nº 201/67, que dispõe sobre a responsabilidade dos prefeitos e vereadores, é muito claro e objetivo quando diz no inciso II do artigo 5º: “II – De posse da denúncia, o Presidente da Câmara, na primeira sessão, determinará sua leitura e consultará a Câmara sobre o seu recebimento. Decidido o recebimento, pelo voto da maioria dos presentes, na mesma sessão será constituída a Comissão processante, com três Vereadores sorteados entre os desimpedidos, os quais elegerão, desde logo, o Presidente e o Relator”.

Outro fato curioso e bastante suspeito foi detectado quando a prefeita Gleide Santos, no dia da sessão extraordinária (11/04/2014), apresentou na Justiça através de um Mandado de Segurança (Proc. Nº 15442014), cópia da Ata da Sessão anterior de 10/04/2014, fornecida pela Câmara, sem a devida aprovação da mesa diretora, sendo que a mesma não esteve presente e não presidiu a referida sessão, além de que existem outras atas de sessões anteriores que ainda não foram aprovadas pelo plenário da Casa.

Já o vereador José Pedro Coelho Junior ressaltou que a Presidente da Câmara não pode impor regras sem a observância das leis, que o tempo do nazismo já passou, pois o legislativo não pode descaminhar para o que se chama de politicagem, que é a política deformada ou viciada por práticas que contrariam às leis e do próprio Regimento Interno. Ele não vê outra solução que não seja de representar contra a mesma, baseado no parágrafo único do artigo 21 do Regimento Interno da Casa, que diz: – “qualquer componente da mesa poderá ser destituído do cargo através de processo regular aprovado pelo voto da maioria absoluta dos membros da Câmara Municipal, assegurado o direito de ampla defesa, quando faltoso, omisso ou ineficiente no desempenho de suas atribuições regimentais, tudo de conformidade com o que estabelecer a Legislação Estadual e Federal vigente.

Além do mais, a presidente poderá também enfrentar o mesmo processo que a prefeita Gleide Santos está respondendo nesta Casa, não é nossa intenção, mas se as coisas continuarem assim desta forma, seremos obrigados a criar também uma Comissão Processante contra a mesma”.

Lobão convida lideranças de todas as regiões do MA para receber Edinho em São Luís

Por Luís Pablo Política
 

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, tem disparado ligações para lideranças de todas as regiões do Maranhão. Ele está fazendo o convite para participarem do ato político nesta quarta-feira, dia 23, no auditório Fernando Falcão, da Assembleia Legislativa, em São Luís.

Edinho Lobão

Edinho Lobão

O ato político – organizado pela direção estadual do PMDB, marcará o início da caminhada da pré-candidatura do suplente de senador Edinho Lobão (PMDB-MA), ao governo do Maranhão.

Edinho, que está em Brasília desde quando fez uma cirurgia para tratar uma hérnia no esôfago, chega em São Luís por volta de 13h de quarta (23). Do aeroporto, o senador segue para a Assembleia para o grande ato organizado pelo PMDB.

O pré-candidato vai receber lideranças políticas, prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, deputados estaduais e federais e correligionários. Após o evento, ele vai ouvir de forma reservada as lideranças para discutir a articulação da sua pré-campanha.

Ciente da necessidade e do desânimo de vários prefeitos e ex-prefeitos, Edinho Lobão pretende dar motivação a essas lideranças para fortalecer sua caminhada pelos municípios do Estado.

O grande ato político na Assembleia Legislativa deverá ocorrer por volta das 14h30 e contará com a presença de toda cúpula de peso do governo.

Ganhador de São Luís pode aplicar dinheiro na poupança e receber R$ 210 mil por mês

Por Luís Pablo Maranhão
 

lotomaniaO sortudo ganhador de São Luís, que apostou no prêmio da Lotomania de Páscoa e levou R$ 37.261.929,79 sozinho, terá vários meios de aplicar a bolada que ganhou.

O vencedor pode aplicar o dinheiro, por exemplo, em uma conta poupança e receber mensalmente R$ 210 mil – mais de R$ 7 mil por dia.

Também pode comprar 333 carros de mais de R$ 100 mil ou optar por adquirir 24 imóveis no valor de R$ 1,5 milhão cada um.

O apostador ganhou o prêmio acertando 20 dezenas do sorteio, realizado no Sábado de Aleluia, dia 19. As dezenas sorteadas foram 03, 05, 12, 16, 23, 24, 27, 33, 35, 41, 46, 62, 81, 83, 85, 87, 89, 91, 98, 99.

Jovem morre após cair de prédio no bairro da Cohama, em São Luís

Por Luís Pablo Polícia
 

Imparcial

Ismael Alves

Ismael Alves

Ismael Alves, de 20 anos, morreu no final da tarde de sábado (19), após cair de um prédio no bairro Cohama, em São Luís.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, no momento do acidente, o jovem tirava fotos com dois amigos no prédio da Telemar, próximo ao retorno da Cohama. Após alguns minutos no local, a vítima pisou em uma laje, caiu do terceiro andar e não resistiu aos ferimentos e morreu.

O Corpo de Bombeiros ainda informou, que o jovem teria ido à praia com dois amigos e depois se deslocaram para o prédio da Telemar, para tirarem fotos.

O jovem era morador do bairro do Cohatrac 3, estudava no Colégio Barjonas Lobão, localizado na mesma rua em que morava. O corpo do jovem foi velado na casa do tio.

NOTA

Os grupos K2 Rappel e Katrax Slackline, que fazem atividades no local, informaram que a vitima não faz parte de nenhum dos grupos citados, e que não houve nenhum tipo de atividade dos mesmos na data do acidente.

Ainda explicaram que o Katrax Slackline e o K2 Rappel, ao realizar suas atividades, priorizam a segurança das pessoas que realizam atividades, com todas as precauções necessárias para que tudo ocorra da melhor maneira possível.

Eike Batista diz ‘não estar preocupado’ com investigação da PF

Por Luís Pablo Brasil
 

Agência Estado - O empresário Eike Batista não está preocupado com a investigação anunciada na quinta-feira pela Polícia Federal (PF) do Rio de Janeiro por crimes financeiros enquanto estava à frente da petroleira OGX, posteriormente rebatizada Óleo e Gás Participações (OGP). “É excelente que tudo seja esclarecido”, disse Batista em entrevista pelo telefone à Agência Dow Jones. “Estou muito calmo. Deixemos que eles investiguem”, acrescentou.

Eike Batista afirmou ainda que não foi procurado pela Polícia Federal e negou que tivesse cometido qualquer crime. Ele reconheceu que vendeu ações da OGX no passado, mas observou que sempre informou as autoridades reguladoras sobre tais transações. “Todas as vendas foram declaradas”, afirmou. “Tudo relacionado as minhas companhias abertas sempre foi revelado ao mercado”.

Eike Batista

Sem citar o nome do empresário, a Polícia Federal disse em nota que abriu inquérito no dia 17 de abril para investigar o uso de informação privilegiada, manipulação de mercado e lavagem de dinheiro pelo acionista controlador de uma companhia do setor de petróleo. O pedido à PF foi embasado nas conclusões do relatório elaborado pela CVM e encaminhado ao MPF no dia 19 de março. Eike será julgado na esfera administrativa e tem até 14 de maio para apresentar defesa.

A área técnica da CVM concluiu no mês passado que Eike deve ser responsabilizado por ter negociado ações com uso de informação privilegiada, por manipulação de preços e por prática não equitativa.

Os dois primeiros são crimes contra o mercado de capitais. São crimes que preveem pena de prisão de um até oito anos, além do pagamento de multa de até três vezes o valor da vantagem ilícita obtida.

Eike Batista, que chegou a ser o homem mais rico do Brasil, viu sua fortuna desmoronar em mais de US$ 30 bilhões durante o ano de 2012, para menos de US$ 1 bilhão hoje, depois de a petroleira OGX não conseguir atingir as metas de produção e entrar com pedido de recuperação judicial, arrastando outras companhias de seu império.

O OGX entrou com pedido de recuperação judicial em novembro do ano passado e tornou-se o maior colapso financeiro da América Latina. Em fevereiro a OGX, já renomeada OGP, entregou um plano de recuperação, liderado pelos seus maiores credores externos, incluindo a Pacific Management Investment Co., que concordou investir US$ 215 milhões na companhia e trocar cerca de US$ 5,8 bilhões de dívida por ações.

Eike Batista tem mais de 50% de participação na OGP. Se o plano de recuperação for aprovado, sua participação na companhia será reduzida para 5,2%.