Marcelo Tavares contesta informações do governo sobre investimentos

Por Luís Pablo Política
 

Marcelo Tavares

O líder da oposição na Assembleia Legislativa, deputado Marcelo Tavares (PSB), classificou como falsas as informações de que o atual governo teria atraído R$ 100 bilhões em investimentos para o Estado. Segundo ele, tudo não passa de propaganda publicitária. “Não foi a governadora Roseana quem atraiu esses investimentos. Tanto a refinaria como a fábrica de papel e celulose da Suzano foram trazidas para cá no governo de Jackson Lago”, afirmou Marcelo.

De acordo com Marcelo, o governo atual fechou contrato de alguns milhões de reais com o publicitário Duda Mendonça para divulgar uma falsa idéia para a população de que a refinaria e a fábrica de papel já estão funcionando no Maranhão e não estão. Ele criticou o secretário Cláudio Azevedo (Agricultura) de ter estado na Assembleia para falar de um programa que foi iniciado no governo de Jackson Lago e não ter informado que o governador Jackson deixou 47 milhões.

Marcelo lembrou ainda que muitos deputados que faziam parte do governo de Jackson Lago estiveram no Palácio dos Leões participando do ato de assinatura do protocolo de intenções entre o então governador e a empresa Suzano. “Eu não me lembro de ter visto Roseana lá, ela com certeza não estava lá”, declarou.

Outro ponto destacado por Marcelo Tavares é o Programa de Capacitação Maranhão Profissional que, segundo ele, teria sido implantado no governo José Reinaldo e que se mantém na atual gestão com as aulas da Univima. “É ótimo que as aulas continuem porque, no começo do atual governo, a Univima quase fecha. Agora estão usando como ferramenta de capitação e isso é excelente”, disse. E complementou: “é uma nova nomenclatura de ações velhas”.

Marcelo lamentou que sempre seja obrigado a ir à tribuna para lembrar de ações do passado. Disse que faz porque se sente obrigado a dar os devidos esclarecimentos “porque o governo do presente quer ter todos os ouros e não tem a educação de mencionar o que foi feito anteriormente. Não foi Roseana que descobriu o Maranhão, não foi Roseana que fez o Porto do Itaqui, a baía de São Marcos e alguém tem que dizer isso para Duda Mendonça”, ressaltou.

(Agência Assembleia)

“Não tem dinheiro na prefeitura”, diz Sueli Tonial

Por Luís Pablo Política
 

Sueli Tonial

Ontem (17), a secretária Municipal de Educação, Sueli Tonial, reuniu-se com todos os diretores das escolas da Rede Municipal, para falar sobre o programa Beneficio do Leite nas Escolas.

A reunião foi realizada em frente ao Instituto Laboro, cujo a secretária é dona, no Hotel Abbeville, no São Francisco.

Na apresentação Sueli Tonial disse para os diretores que o leite servirá para fortalecer os alunos nas salas de aula. Ao dizer isto, a secretária foi interrompida por vários diretores presentes, sendo questionada por não haver professores nas escolas e diante disto era impossível os diretores entregarem os leites da prefeitura.

Com seu jeito arrogante e prepotente, segundo relatou um educador, a secretária falou em voz alta “Não tem dinheiro na prefeitura, por isso não tem como contratar professor”, disse Tonial.

Revoltado, um diretor disparou para a secretária “então, o que você quer que a gente faça com o leite?”.

Novamente em voz alta, a secretária, já furiosa disse: “dão o jeito de vocês, recebem 3 mil reais para fazerem nada, vou repetir pela última vez a prefeitura não tem dinheiro, entenderam? Não tem dinheiro”.

O que mais intriga, é saber se a prefeitura não tem dinheiro só para as escolas, ou se também está sem dinheiro para o Instituto Laboro que tem convênios por meio da Secretaria Municipal de Saúde – SEMUS, com a Prefeitura.

Veja aqui o site do curso de formação profissional da secretária Suely Tonial.

Blindagem…

Por Luís Pablo Política
 

Por ampla maioria, o plenário da Câmara rejeitou a convocação do ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, para explicar sua evolução patrimonial e a atuação de sua empresa de consultoria.

Foram três requerimentos apresentados pela oposição convocando Palocci.

Primeiro foi rejeitado a realização de uma sessão extraordinária, para decidir sobre a convocação do ministro.

O resultado foi de 266 votos. Apenas 72 deputados votaram a favor. Houve, ainda, oito abstenções.

Em seguida, o plenário derrubou dois requerimentos convocando Palocci. Nesse caso, o pedido foi rejeitado em votação simbólica, aquela em que não há declaração nominal de voto.

Mais cinco ministros têm consultorias como a de Palocci, diz jornal

Por Luís Pablo Política
 

Do UOL Notícias

Antonio Palocci

Mais cinco ministros da presidente Dilma Rousseff possuem empresas de consultoria como a que o titular da Casa Civil, Antonio Palocci, manteve até o fim do ano passado e o ajudou a multiplicar seu patrimônio em mais de 20 vezes. De acordo com a edição desta terça-feira (18) do jornal O Estado de S. Paulo, José Eduardo Cardozo (Justiça), Fernando Pimentel (Desenvolvimento, Comércio e Indústria), Fernando Bezerra (Integração Nacional), Wellington Moreira Franco (Assuntos Estratégicos) e Leônidas Cristino (Portos) não fizeram a mudança necessária na atividade da companhia antes de tomarem posse.

O jornal afirma que dados da Receita Federal indicam que as empresas em nome dos cinco ministros estão ativas na área de consultoria. Depois da revelação do jornal Folha de S. Paulo de que ele comprou imóveis no valor de mais de R$ 7 milhões entre 2006 e 2010 – período em que Palocci foi deputado federal, a Comissão de Ética Pública declarou que não investigaria o ministro-chefe da Casa Civil porque o assunto se relaciona com sua vida fora do Palácio do Planalto. Antes de se tornar o homem mais poderoso do governo Dilma, ele mudou a atividade de sua consultoria para administradora de imóveis.

Antigo amigo de Dilma, Pimentel tem 99% da P21-Consultoria e Projetos Ltda., de acordo com o jornal. Cardozo, um dos principais assessores da presidente durante a campanha que a elegeu, tem 50% da Martins Cardozo Consultores S/S Ltda. O secretário de Portos, Leônidas Cristino, é sócio da Ejos Construções e Consultoria. O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, possui a Manoa Empreendimentos e Serviços Ltda. Por sua vez, Wellington Moreira Franco, secretário de Assuntos Estratégicos, é dono da Aptus Consultoria e Participações.

Explicação e oposição

Na terça-feira (17), a Casa Civil enviou e-mails a senadores para explicar o vertiginoso aumento do patrimônio de Palocci. O ministro se comparou a ex-membros da administração pública, como os ex-presidentes do Banco Central e BNDES Pérsio Arida e André Lara Resende, diretores de instituições financeiras, como o ex-ministro Pedro Malan, ou consultores de prestígio como o ex-ministro Maílson da Nóbrega.

“Não há nenhuma vedação que parlamentares exerçam atividade empresarial, como atesta a grande presença de advogados, pecuaristas e industriais no Congresso. Levantamento recente mostrou que 273 deputados federais e senadores da atual legislatura são sócios de estabelecimentos comercial, industrial, de prestação de serviços ou atividade rural”, diz a nota da pasta que articula os demais ministérios e que catapultou Dilma para a Presidência.

Partidos de oposição pediram investigações. Também na quarta-feira, o PSDB foi ao Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), ligado ao Ministério da Fazenda, para pedir explicações. O líder do DEM na Câmara, ACM Neto (BA), pediu que Palocci seja ouvido no Conselho de Ética da Casa. Já o PPS foi à Procuradoria-Geral da República para solicitar um inquérito sobre o avanço do patrimônio do ministro-chefe da Casa Civil.

Pena de morte…

Por Luís Pablo Brasil / Vídeo
 

Video mostra a crueldade de um pai espancando duas crianças, sabe por qual motivo? Apenas porque as crianças estavam brincando no quintal.

Os dois meninos de 7 e 8 anos, moram no Vale do Ribeira, interior de São Paulo, foram ameaçados pelo pai, o filho adolescente que filmou a agressão, informou nesta quarta-feira (18) a polícia. O jovem de 17 anos ficou indignado com os chutes e empurrões desferidos contra os irmãos.

Parlamentar nega aparte a colega e discussão acaba em briga

Por Luís Pablo Mundo
 

Do G1

O vice-presidente do parlamento da Ucrânia, Adam Martynyuk (à direita) brigou com o parlamentar Oleg Lyashko durante sessão nesta quarta-feira (18) em Kiev, capital do país.

Martynyuk teria negado um aparte a Lyashko, que denunciou um suposto ‘cerceamento à oposição’, o que deu início à briga.

Aqui, na Assembleia Legislativa do Maranhão, tem muito deputado da base governista que tem vontade de fazer isso, quando fica interrompendo o colega parlamentar na tribuna.

Veja e reveja, para saber como fazer o golpe!

Tanto problema estadual, deputados resolvem fazer papel de vereador

Por Luís Pablo Política
 

Deputados Raimundo Cutrim (DEM) e Jota Pinto (PR)

Os deputados estaduais Raimundo Cutrim (DEM) e Jota Pinto (PR), em discursos na sessão desta quarta-feira (18), voltaram a criticar a péssima administração do Prefeitura de São Luís, João Castelo, em relação à cobrança do IPTU.

Não é de hoje, que os parlamentares do Legislativo vem fazendo o papel dos vereadores de São Luis, que fazem vista grossa diante da situação catastrófica que a cidade está passando.

A situação da Capital está lastimável em vários setores, como: Educação, Saúde e principalmente na Infraestrutura, mas com tantos problemas para serem revolvidos no Estado, os deputados deveriam se preocupar com a sua função de parlamentar, que é fiscalizar as contas do Governo, que por diversas vezes foram apontados irregularidades na administração.

Deputado Carlinhos Amorim destaca contribuição do Legislativo

Por Luís Pablo Política
 

Deputado Carlinhos Amorim (PDT)

O deputado estadual Carlinhos Amorim (PDT) destacou na sessão, nesta quarta-feira (18), a contribuição do Legislativo para que governo do Estado e o Sindicato dos Professores do Estado do Maranhão – Sinproesemma, chegassem a um entendimento, pondo fim a greve dos professores que durou mais de 70 dias.

O parlamentar disse em nome da bancada do PDT, citando a deputada licenciada Graça Paz que, quando no exercício do mandato, pediu muitas vezes que o governo e os professores buscassem um entendimento, e destacou a contribuição da Assembleia para o desfecho do movimento grevista.

“Acho que embora tenha havido demora no entendimento, mas é uma vitória, um avanço. É bom registrar que esta Casa teve uma participação, deu sua colaboração para que se chegasse a esse entendimento”, afirmou.

O líder do PDT enfatizou a participação da Comissão de Educação da Casa, presidida pelo deputado César Pires (DEM), que muito contribuiu nas negociações entre governo e professores e de outros deputados, como por exemplo, o deputado Roberto Costa (PMDB) que esteve em praticamente todas as rodadas de negociação em que sentaram à mesa governo do Estado e professores.