VÍDEO! Flávio e Weverton têm orgulho do apoio de Josimar de Maranhãozinho

Por Luís Pablo Política
 
Josimar (de azul), Flávio Dino (no centro) e Weverton (de branco) no mesmo palanque

Josimar (de azul), Flávio Dino (no centro) e Weverton (de branco) no mesmo palanque

Agora o deputado federal Josimar de Maranhãozinho vai virar uma espécie de “leproso” para aqueles políticos que um dia fizeram questão de ter o seu apoio nas eleições.

Todos vão se afastar de Josimar após a operação da Polícia Federal e ainda serão capazes de dizer que não compactuam com as condutas do parlamentar, quando na verdade sabem de tudo. E quem sabe e aceita aliança, pode-se dizer que também compactua com coisa errada.

O governador Flávio Dino e do senador Weverton Rocha, por é exemplo, tiveram o apoio de Maranhãozinho e ainda aplaudiram o investigado no mesmo palanque.

É tudo junto e misturado!

CLIQUE E VEJA:

PF diz que possui imagens da entrega de dinheiro para Josimar de Maranhãozinho

Por Luís Pablo Polícia / Política
 
Deputado Josimar Maranhãozinho tinha milhões em dinheiro vivo na sua casa e no escritório

Deputado Josimar Maranhãozinho tinha milhões em dinheiro vivo na sua casa e no escritório

A situação do deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) é gravíssima. A Polícia Federal afirmou que possui vídeos que mostram a entrega para Josimar de parte do dinheiro desviado da saúde para ações de combate ao coronavírus.

Josimar é suspeito de comandar um esquema de emendas parlamentares, que foram destinadas para vários municípios que recebiam a verba federal e faziam contratos fictícios com empresas de fachada, criadas em nomes de laranjas, mas que na verdade pertenciam ao próprio deputado.

Em uma investigação de quatro meses, a PF acompanhou que o dinheiro depositado nas contas das empresas era sacado em espécie e entregue no escritório do parlamentar, em São Luís. Os federais fizeram registro de áudio e vídeo da distribuição dos valores.

Dinheiro de Josimar de Maranhãozinho encontrado pela PF

Dinheiro de Josimar de Maranhãozinho encontrado pela PF

Durante a Operação Descalabro, deflagrada hoje (9), foi encontrou na casa de Josimar Maranhãozinho cerca de R$ 2 milhões em dinheiro vivo. No escritório do deputado foi encontrado outra quantidade de dinheiro ainda não contabilizado.

A investigação aponta que os desvios tiveram início em abril deste ano e continuaram até o atual momento. Estima-se que o prejuízo gerado aos cofres públicos gire em torno de R$ 15 milhões.

Desembargador Jaime será o novo vice-presidente do Tribunal de Justiça do MA

Por Luís Pablo Política
 

Jaime Araújo vai assumir a vaga do atual vice, desembargador José Bernardo

O presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, Lourival Serejo, confirmou nesta quarta-feira (9) eleição para o futuro vice-presidente da corte.

Quem assumirá a vaga é o desembargador Jaime Ferreira, por aclamação, durante sessão a ser realizada no plenário da Tribunal de Justiça.

Jaime Araújo vai assumir a vaga do atual vice, desembargador José Bernardo, que se aposentará.

Jaime é natural de Cumã, município de Guimarães. Formou-se em direito, no ano de 1974, pela Universidade do Maranhão (UFMA). É pós-graduado em Direito Processual Civil, em Ciências Criminais e em Direito Constitucional.

BOMBA! Josimar empenhou 75 milhões de emendas para Codevasf em esquema com outros parlamentares

 

O Antagonista

Deputado Josimar de Maranhãozinho

Deputado Josimar de Maranhãozinho

O deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL-MA) foi alvo hoje cedo da Polícia Federal na Operação Descalabro, que investiga desvios de emendas parlamentares empenhadas pelo parlamentar para a saúde, no valor total de R$ 15 milhões.

Mas a suspeita dos investigadores é que o esquema comandado por Maranhãozinho seja muito maior, envolvendo outros parlamentares e prefeitos.

Levantamento obtido pela reportagem mostra que, só em 2019, o deputado empenhou mais de R$ 75 milhões em emendas para ações da Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba) – quase 20% de todos os recursos que a empresa obteve por meio de emendas e termos de execução descentralizada (TED).

O dinheiro teria sido destinado a obras de pavimentação, compra de tratores e escavadeiras, caminhão pipa e outros serviços, nos municípios de Maranhãozinho, Centro do Guilherme, Zé Doca, Igarapé do Meio, Araguanã, Lago dos Rodrigues, Coroatá, São Matheus, Monção, Codó e Colinas.

A PF tem informações de que o deputado conseguiu destinar tamanho volume de recursos a partir de um esquema de compra de emendas de outros parlamentares.

A negociata também envolveria prefeitos comprometidos a contratar empresas indicadas por Maranhãozinho, que recebia posteriormente uma “comissão” – retirada de contratos superfaturados por meio de emissão de notas frias.

Em nota sobre operação da PF, Josimar diz que “não irão lhe intimidar”

 

Deputado Josimar de Maranhãozinho

Deputado Josimar de Maranhãozinho

O deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) emitiu nota à imprensa sobre a Operação Descalabro, em que foi alvo hoje (9) da Polícia Federal.

Em nota, o parlamentar classificou a operação como uma ação política por ser candidato na disputa majoritária nas próximas eleições. Ele disse ainda que não vai se intimidar. “O deputado estranha que a operação tenha surgido justamente, pouco tempo depois de reafirmar sua candidatura ao governo em 2022 […] O deputado reafirma que não irão lhe intimidar quanto ao seu desejo de concorrer na disputa majoritária de daqui a dois anos”.

Josimar também falou sobre a publicação que o deputado federal Aluísio Mendes fez em sua rede social. Aluísio comemorou operação contra Maranhãozinho. “Chegaram a usar as redes sociais para comemorar ação de hoje”.

Deputado Aluísio Mendes comemora operação contra Josimar de Maranhãozinho

Deputado Aluísio Mendes comemora operação contra Josimar de Maranhãozinho

Sobre o dinheiro encontrado em sua casa e escritório, o deputado disse “que não existe nenhuma irregularidade já que o montante sequer ultrapassa o teto, informado à Receita, por meio da Declaração do Imposto 2020.”

Nota do deputado Josimar de Maranhãozinho sobre a Operação Descalabro

Nota do deputado Josimar de Maranhãozinho sobre a Operação Descalabro

VEJA! PF encontra milhões na casa e no escritório de Josimar de Maranhãozinho

Por Luís Pablo Polícia / Política
 
Dinheiro encontrado no escritório de Josimar de Maranhãozinho

Dinheiro encontrado no escritório de Josimar de Maranhãozinho

O deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) surpreendeu a Polícia Federal com o grande volume que tinha de dinheiro em espécie, mesmo após uma eleição em que apoiou diversas prefeituras, inclusive uma campanha de primeiro e segundo turno em São Luís-MA.

Agentes federais que participaram hoje, dia 9, da Operação Descalabro, encontraram milhões na casa e no escritório de Josimar, na capital maranhense.

Só na residência do parlamentar havia cerca de R$ 2 milhões. Em seu escritório localizado no Edifício Vinicius de Morais, no Calhau, também foi também encontrado uma grande quantia de dinheiro.

Segundo a PF, Josimar Maranhãozinho é suspeito de desviar dinheiro de suas emendas parlamentares, de abril a dezembro de 2020. Estima-se que a fraude pode ter gerado prejuízo de R$ 15 milhões aos cofres públicos.

PF encontra muita dinheiro no escritório de Josimar de Maranhãozinho

PF encontra muita dinheiro no escritório de Josimar de Maranhãozinho

Saiba como funcionava o esquema de Josimar de Maranhãozinho

 

A Operação Descalabro, deflagrada hoje (9) pela Polícia Federal, desmontou o esquema de emendas parlamentares do deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL).

O esquema funcionava da seguinte forma: o parlamentar destinava a emenda para a prefeitura de aliados, que ao receber o recurso federal contratava empresas ligadas a Josimar e em seguida essas empresas faziam saques em espécie e o dinheiro era entregue ao deputado, no seu escritório em São Luís.

Segundo apurado pela PF, era firmado contratos fictícios com empresas “de fachada” que movimentaram R$ 15 milhões de emendas destinadas por Josimar de Maranhãozinho.

CASA CAIU! Josimar de Maranhãozinho é alvo de operação da PF

Por Luís Pablo Polícia / Política
 
Deputado federal Josimar de Maranhãozinho é alvo da Operação Descalabro, da PF

Deputado federal Josimar de Maranhãozinho é alvo da Operação Descalabro, da PF

O cerco se fechou para o deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL). Ele foi alvo na manhã de hoje, dia 9, da Operação Descalabro, deflagrada pela Polícia Federal para apurar suposto esquema criminoso no Maranhão voltado ao desvio de recursos públicos, da área da saúde, por meio do direcionamento de licitações.

Josimar é suspeito de ter desviado dinheiro de suas emendas parlamentares à área da saúde, de abril a dezembro de 2020. Foi destinado para os municípios do seu reduto eleitoral um montante de R$ 15 milhões.

Os Fundos Municipais de Saúde, ao receberam os recursos, firmaram contratos fictícios com empresas “de fachada”, pertencentes ao deputado, que estão em nome de interpostas pessoas, desviando, assim, o dinheiro público. Essas empresas efetuaram saques em espécie e o dinheiro era entregue a Josimar, no seu escritório em São Luís.

Como Josimar de Maranhãozinho é deputado federal, a operação foi autorizada pelo Ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, que autorizou o cumprimento de 27 de mandados de busca e apreensão em São Luís e no interior do Maranhão.

O nome da operação foi dado em razão do prejuízo pesado causado aos cofres públicos em plena época de pandemia.

Prefeito de Caxias é internado no Hospital Sírio Libanês

Por Luís Pablo Saúde
 
Prefeito Fábio Gentil

Prefeito Fábio Gentil

Nesta terça, o prefeito reeleito de Caxias, Fábio Gentil (Republicanos), foi transferido para o Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

Gentil foi diagnosticado no último sábado, dia 5, com Covid-19 e teve uma piora em seu estado de saúde.

Após ter testado positivo, Fábio Gentil ficou em isolamento social e seguia em tratamento em um sítio onde vive na zona rural de Caxias.

O prefeito chegou a ser levado, na madrugada de hoje para Teresina, no Piauí. Por ser diabético, seu quadro clínico piorou e os médicos orientaram o político a buscar tratamento em São Paulo.

Em razão disso, Fábio Gentil foi em um avião com Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para capital paulista. Até o momento, não há informações sobre seu estado de saúde.

Óbito

Em junho, o deputado estadual José Gentil, pai de Fábio Gentil, morreu aos 80 anos após ficar internado por 11 dias com Covid-19 em um hospital de Teresina.

Em entrevista após a morte do pai, o político pediu que a população evitasse aglomerações e evitassem de sair de casa.

Operação prende 15 integrantes de facção criminosa em São Luís

Por Luís Pablo Polícia
 

A Polícia Civil, por meio da Superintendência Estadual de Investigações Criminais – SEIC, com apoio operacional da SECCOR, SPCC e SENARC, na manhã de segunda-feira (7), deflagrou operação nos bairros Vila Conceição, Turu e Cohaserma, nesta Capital São Luís, e em municípios do interior do Estado, onde cumpriu 08 mandados de busca e apreensão e 15 mandados de prisão preventiva contra integrantes de organização criminosa com atuação na região metropolitana de São Luís.

A investigação teve início após prisão em flagrante de 4 indivíduos em janeiro do corrente ano pela polícia militar, que após praticarem um homicídio no bairro Vila Magril, foram capturados com armas de fogo, munições e rádios comunicadores.

No curso do apuratório, concluiu-se que a ação havia sido orquestrada por uma facção criminosa que objetivava aumentar sua área de influência em São Luís, e ainda foi possivel identificar a estrutura organizacional e a qualificação de outros integrantes da mesma facção criminosa.

Na casa de um dos alvos foram apreendidas munições de arma de fogo, e com outro, substâncias entorpecentes prontas para comercialização.

Após os procedimentos de praxe, os presos foram encaminhados à unidade prisional, onde aguardarão à disposição do Poder Judiciário. As investigações prosseguem com a análise do material apreendido.