Pessoas ligadas ao governo tentam desmoralizar o Blog do Luís Pablo

Por Luís Pablo Política
 

Os comparsas do governo já iniciaram o trabalho do setor de desconstrução contra quem não reza a cartilha do governador Flávio Dino (PCdoB).

O titular do Blog do Luís Pablo, que segue uma linha imparcial, vem sendo alvo de ataques ofensivos por parte de pessoas ligadas ao governo comunista.

A tentativa criminosa é de desmoralizar o Blog. Os criminosas não tem limite, chegam até usar página na internet para atacar de forma pessoal o editor-chefe desta página. São ofensas pessoas nas redes sociais (Facebook, WhatsApp, entre outras).

A eleição deste ano promete ser a mais suja e rasteira, mas o Blog do Luís Pablo seguirá forte e destemido.

Governo abandona Levi Pontes; deputado a um passo de desistir da campanha

Por Luís Pablo Política
 
Deputado Levi Pontes

Deputado Levi Pontes

O deputado estadual Levi Pontes foi abandonado pelo governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). Até o seu partido, o PCdoB, virou as costas para o parlamentar.

Levi tem procurado governistas para falar da sua indignação com o governo, que não tem atendido mais suas demandas. Por conta disso, o deputado tem falado em desistir da sua reeleição.

Os colegas de parlamento têm procurado Levi Pontes para negociar suas bases. As suas lideranças estão também sendo procuradas pelos deputados.

O mandato do deputado Levi começou a desmoronar depois do surgimento de diversas escândalos de corrupção. Ele foi denunciado por esquema na distribuição de peixes e de cargos na saúde pública do governo.

O parlamentar também foi citado em inquérito da Polícia Federal sobre desvio de recursos na SES e chegou a ser acionado pelo Comissão de Ética da Assembleia.

Ao que tudo indica, Levi Pontes deverá anunciar a desistência da sua campanha.

ABAIXO MATÉRIAS RELACIONADAS:

Bomba! PF diz que vagas na UPA de Chapadinha foram divididas entre Magno Bacelar, Paulo Neto e Levi Pontes

“As vezes falo demais”, diz Levi Pontes sobre áudio revelando seus esquemas

Levi Pontes diz que vereador é “uma viadagem junto com” Weverton Rocha

Protocolada representação contra Levi Pontes na Comissão de Ética

Andrea Murad vai acionar novamente a Comissão de Ética contra Levi Pontes

Levi Pontes vai ser investigado pela Comissão de Ética da Assembleia

Em nota, deputado Levi Pontes diz que peixe será comprado com recurso próprio

Deputado chama mulher de prefeito de “louca e doente” em interceptação da PF

Deputado gasta R$ 12 mil por mês da cota parlamentar só com combustível

BOMBA! Deputado é gravado falando de esquema eleitoreiro na saúde do MA

Áudio-bomba de deputado compromete prefeito e revela esquema eleitoral; ouça

AGIOTAGEM! Pedro Teles pressiona Eduardo DP a pagar dívida milionária

Por Luís Pablo Política
 
Eduardo DP esbanjando

Eduardo DP esbanjando

O empreiteiro Eduardo Costa Barros, conhecido como Eduardo DP ou Imperador, vem sendo pressionado pelo empresário Pedro Teles, irmão do deputado estadual Rigo Teles.

Pedro cobra uma dívida milionária de um dinheiro que emprestou para Eduardo DP. O “famoso” esquema de agiotagem para o empreiteiro iniciar uma obra.

O Blog do Luís Pablo foi informado que o empresário encontra-se em São Luís. Pedro Teles é foragido da polícia. Ele teve a prisão decretada por acusação de ter encomendado a morte do trabalhador rural, que teria invadido suas terras em Barra do Corda.

O empresário vive sempre cercado por amigos em um posto localizado na entrada da Lagoa e na maioria das vezes cobra Eduardo DP por telefone na presença de todos.

PRIVILÉGIO

Eduardo DP vem hiperfaturando na Secretaria de Estado de Infraestrutura. O comentário é que ele tem a projetação do secretário Clayton Noleto.

A empresa que DP vem faturando não está em seu nome, mas é a única que vem recebendo os repasses religiosamente do governo, incomodando até grandes empreiteiras como a a Edeconsil, do empresário Fernando Antonio Cavalcante, mais conhecido como Fernandão. Leia aqui.

O mais interessante é que Eduardo DP já foi preso diversas vezes pela polícia do governo Flávio Dino por acusação de usar empresa em nome de laranjas. O mesmo governo que prendeu o empreiteiro é hoje o que alimenta suas contas com dinheiro público do Estado.

Prefeita de São João dos Patos é denunciada por esquema no transporte

Por Luís Pablo Política
 

Prefeita de São João dos Patos

Prefeita de São João dos Patos

O Ministério Público do Maranhão ingressou, na última terça-feira, 14, com uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra a prefeita de São João dos Patos, Gilvana Evangelista de Souza, e a empresa R. de Oliveira Dias – ME. A ação foi motivada por irregularidades na contratação da empresa para a prestação de serviço de transporte escolar.

A empresa acionada foi a única participante e vencedora do Pregão Presencial n° 25/2017, firmando contrato com o Município no valor de R$ 786.533,12. As investigações do Ministério Público apontaram, no entanto, uma série de irregularidades no procedimento licitatório e na execução do contrato.

Entre os problemas da licitação estão a autorização em data anterior às cotações de preços, informações orçamentárias e elaboração do termo de referência; assinatura do edital feita por pregoeiro sem atribuição; impropriedades e cláusulas restritivas no edital e falta de divulgação do certame.

Além disso, uma das empresas utilizadas na pesquisa prévia de preços pertence ao assessor contábil do Município, que atuou no pregão. Outra das empresas pesquisadas sequer tem a prestação de serviço de transporte escolar entre os seus objetivos sociais.

A Promotoria de Justiça de São João dos Patos verificou, também, que apesar de ter sido contratada para prestar o serviço utilizando ônibus, micro-ônibus e vans, a empresa R. de Oliveira Dias – ME não dispõe desses veículos. O transporte escolar estava sendo feito em 21 veículos sublocados e inadequados, os chamados “paus de arara”. Alguns dos veículos, inclusive, têm mais de 20 anos de uso.

O próprio contrato assinado entre a empresa e a Prefeitura de São João dos Patos previa que a subcontratação de serviços seria proibida, constituindo cláusula de rescisão do contrato. Além disso, ao analisar o valor pago à R. de Oliveira Dias – ME e o que foi repassado aos proprietários dos veículos utilizados, verifica-se uma diferença superior a R$ 200 mil, o que constitui prejuízo aos cofres municipais.

Uma fiscalização realizada pela equipe do Centro de Apoio Operacional da Educação (CAOp Educação), com apoio da Assessoria Técnica da Procuradoria Geral de Justiça, constatou irregularidades como veículos sem documentação e com itens de segurança vencidos, superlotação, motoristas não habilitados e sem curso de capacitação para atuar no transporte escolar, entre outras. A ação é uma das etapas do Projeto Pau de Arara Nunca Mais, desenvolvido pelo MPMA.

“A ré Gilvana Evangelista de Souza homologou a licitação e assinou contrato fundado em fraude montada por servidor nomeado por ela para ocupar a presidência da CPL, como também não cobrou da empresa vencedora o cumprimento adequado do que fora efetivamente contratado. De outro lado, a ré R de Oliveira Dias – ME participou da licitação forjada e também não prestou os serviços da forma contratada, tendo subcontratado sem expressa autorização no instrumento convocatório e no contrato”, explica o promotor de justiça Renato Ighor Viturino Aragão, autor da ação.

Caso sejam condenados por improbidade administrativa, os envolvidos estarão sujeitos ao ressarcimento integral do dano, perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de cinco a oito anos, pagamento de multa de até duas vezes o valor do dano e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de cinco anos.

Eleições 2018: todos os candidatos já registrados no TRE-MA

Por Luís Pablo Política
 
Roseana Sarney, Flávio Dino, Maura Jorge e Roberto Rocha

Roseana Sarney, Flávio Dino, Maura Jorge e Roberto Rocha

Os últimos pré-candidatos restantes fizeram hoje o registro de suas chapas ao Governo do Estado. O senador Roberto Rocha (PSDB) e a ex-prefeita Maura Jorge (PSL) optaram pelo registro eletrônico, via internet, a exemplo do governador Flávio Dino (PCdoB) e da ex-governadora Roseana Sarney (MDB). Odívido Netto, do Psol, por sua vez, foi pessoalmente ao Tribunal Regional Eleitoral, a exemplo do candidato do PSTU, Ramon Zapata.

De acordo com a assessoria de Roberto Rocha, o senador pretende realizar um ato público, hoje, em frente ao TRE. Ele terá como vice a deputada estadual Graça Paz (PSDB).

O plano de governo de Maura Jorge foi anexado juntamente com o pedido de registro da candidatura. No documento, a pré-candidata a Governadora diz que lutará pelo crescimento do Maranhão, preparando o estado para crescer com investimento em infraestrutura, educação, saúde e segurança pública. Maura Jorge diz ainda que vai investir nas potencialidades de cada região do estado.

O senador Roberto Rocha (PSDB) registrou sua candidatura tendo o nome de sua vice-governadora, Graça Paz (PSDB). A coligação de Rocha tem seis partidos: PSDB, PMN, PHS, DC, Rede e Pode.

Além da dupla principal foram confirmados os nomes dos dois senadores da coligação. Alexandre Almeida (PSDB) e Zé Reinaldo Tavares (PSDB) também foram registrados em seu pedido de candidatura.

A coligação “Vamos sem medo de mudar o Maranhão” será composta pelo PSOL e o PCB. Também foram confirmados os nomes do professor Saulo Pinto (PSOL) e do servidor público Iego Bruno (PCB) para as duas vagas no Senado Federal.

VÍDEO! Baixaria na Câmara de Codó

Por Luís Pablo Política
 
Presidente da Câmara de Codó arranca microfone das mãos do vice-presidente da Casa

Presidente da Câmara de Codó arranca microfone das mãos do vice-presidente da Casa

A sessão da Câmara Municipal de Codó-MA foi marcada ontem, dia 14, por um ato de baixaria. O presidente da Casa, Expedito Carneiro, tomou o microfone das mãos do vice-presidente, vereador Domingos Reis.

O motivo da confusão foi porque o presidente da Câmara não botou em apreciação o parecer do presidente da Comissão de Justiça, vereador Dr. Rômulo Vasconcelos, que anulou a aprovação das contas do ex-prefeito Biné Figueiredo, ocorrida no dia 27 de fevereiro de 2018.

O vice-presidente da Câmara, Domingos Reis foi colocar o parecer em apreciação e teve seu microfone tomado por Expedito Carneiro em ato autoritário e truculento (como mostra os vídeos abaixo publicados pelo Blog do Acelio).

Indignado com a situação, o vereador Leonel Filho chamou o presidente da Câmara de covarde por ter feito isso com um homem de 60 anos. Clique e veja:

Hélio Soares cai no Palácio dos Leões

Por Luís Pablo Acidente
 

Ex-deputado Hélio Soares

Ex-deputado Hélio Soares

O ex-deputado Hélio Soares sofreu uma grave queda nas dependências do Palácio dos Leões, sede oficial do governo.

Segundo informações repassadas ao Blog do Luís Pablo, O ex-deputado foi caminhando distraído falando ao celular em direção ao estacionamento dentro do Palácio.

Ao chamar o motorista para pegar o carro, ele acabou caindo numa espécie de buraco que fica entre o Palácio e a Prefeitura de São Luís.

Pessoas próximas do ex-parlamentar informaram que ele quebra clavícula e fraturou a costela. Ele está hospitalizado no UDI Hospital, em São Luís.

Hélio Soares é candidato a deputado estadual pelo PR e ficará afastando temporiamente de fazer campanha enquanto se recupera da queda.

Prefeita de Satubinha é alvo de ação por irregularidades em convênio

Por Luís Pablo Política
 

Prefeita Dulce Maciel

Prefeita Dulce Maciel

A prefeita Dulce Maciel Pinto da Cunha e o secretário municipal José Orlando Lopes de Araújo, ordenador de despesas do Município de Satubinha, são alvos de Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa proposta, em 6 de agosto, pelo promotor de justiça Thiago Lima Aguiar, titular da Comarca de Pio XII, da qual Satubinha é termo judiciário.

Motivou a manifestação do Ministério Público do Maranhão irregularidades atestadas em um convênio assinado, em 2 de julho de 2014, pelo Município de Satubinha com o Estado do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (Sedel), no valor de R$ 2.040.000,00, para a construção de um estádio de futebol na cidade.

Pelo contrato, o Estado do Maranhão repassaria R$ 2 milhões em três parcelas mensais e o Município seria responsável pela contrapartida de R$ 40 mil.

Para a execução das obras foi contratada, em 29 de agosto de 2014, a empresa Retiro Construções e Empreendimentos Ltda, vencedora da licitação, cuja proposta foi no valor de R$ 2.021.339,46.

O contrato tinha vigência de um ano e, posteriormente, foram assinados três aditivos, prorrogando o vencimento até 26 de agosto de 2016.

Em 29 de novembro de 2017, após denúncias protocoladas na Promotoria de Justiça da Comarca de Pio XII, o MPMA realizou vistoria no local constatando a paralisação e o abandono da obra. Além disso, os serviços realizados já se encontravam comprometidos e com sinais de desgaste.

A Sedel informou que efetuou o repasse de R$ 1.440.000,00, correspondente a aproximadamente 70% do valor inicial do trabalho e que 63,06% da obra teria sido executada. No entanto, o Município de Satubinha nunca prestou contas do valor recebido.

Na ação, o promotor de justiça Thiago Lima Aguiar afirma que a prefeita Dulce Maciel Pinto da Cunha ao não prestar contas do convênio e não executar regularmente a obra cometeu ato de improbidade administrativa.

O secretário José Orlando Lopes Júnior, ao atestar o recebimento da obra incompleta e liberar os pagamentos, também cometeu ato de improbidade administrativa.

PEDIDOS

O Ministério Público solicitou a condenação dos envolvidos por ato de improbidade administrativa com a aplicação das seguintes penalidades previstas na Lei nº 8.429/92 (Lei de Improbidade Administrativa): ressarcimento integral do dano, perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, suspensão dos direitos políticos e perda de eventual de função pública, pagamento de multa civil e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, mesmo por meio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário.

OUTRO LADO

Em contato com o Blog do Luís Pablo, a Prefeitura de Satubinha informou já ter prestado contas da obra do Estádio Municipal desde o dia 9 de agosto, comprovando, inclusive, em relatório fotográfico, o andamento das obras, com previsão de inauguração tão logo a fase de acabamento seja concluída.

A Prefeitura Municipal de Satubinha reforça o seu compromisso com a transparência da gestão Dulce Maciel Pinto da Cunha.

Roseana declara patrimônio de R$ 11,5 milhões à Justiça Eleitoral; veja a relação

Por Luís Pablo Política
 
Roseana Sarney

Roseana Sarney

A ex-governadora e candidato ao governo Roseana Sarney declarou cifras milionários em patrimônio à Justiça Eleitoral.

Na relação de bens consta três casas, uma avaliada em R$ 1,7 milhão, outra em R$ 961 mil e a última em 748 mil reais. Ela também declarou uma ou conjunto no valor de R$ 1,4 milhão.

Roseana declarou um total em patrimônio de R$ 11.427.380,30 (onze milhões, quatrocentos e vinte e sete mil, trezentos e oitenta reais e trinta centavos).

A maior declaração de bens foi da ex-governadora entre os candidatos ao Governo do Maranhão. Confira abaixo a relação:

Deputado Júnior Marreca tem suas contas aprovadas

Por Luís Pablo Política
 

Deputado Júnior Marreca

Deputado Júnior Marreca

Em uma sessão tranquila na Câmara de Itapecuru-MA, realizada nesta terça-feira (14), foi aprovado as contas do ex-prefeito Junior Marreca, atualmente deputado federal.

Cumprindo todos os trâmites legais pelas comissões da Casa, o relator da matéria e vereador Marco Azevedo deu parecer favorável à aprovação visto já ter ido até o Tribunal de Contas do Estado (TE), para obter mais informações dos procedimentos a serem tomados.

Segundo os vereadores, não foi dado prejuízo ao município e nem ao povo. Durante o processo de votação faltava juntar algumas certidões, que não foi possível porque o ex-prefeito Magno Amorim trancou e não permitiu o acesso aos documentos.

Já o atual prefeito Miguel Lauand entendendo que os documentos são públicos, não interferiu e as certidões foram emitidas e juntadas ao processo para serem aprovadas.

Na sessão que aprovou as contas de Junior Marreca, apenas o presidente Carlos Júnior do PTC não compareceu.

Em entrevista a TV Difusora Local, o deputado agradeceu aos vereadores e disse que tudo foi esclarecido, pois tem consciência do que foi feito em prol da população quando governou Itapecuru-Mirim.

Com a aprovação das contas pelos vereadores, Júnior Marreca segue ficha limpa.