Sousa Neto sai em defesa dos atletas do jiu-jitsu e cobra posição do governo

Por Luís Pablo Política
 
Deputado Sousa Neto

Deputado Sousa Neto

O deputado estadual Sousa Neto (PROS) utilizou o Tempo das Lideranças, na sessão desta quarta-feira (7), para lamentar o descaso do Governo Flávio Dino (PCdoB) com o Esporte, referindo-se, entre outras situações, a dos atletas do jiu-jitsu que estão vendendo água em semáforos para custear despesas em um campeonato mundial em São Paulo (SP).

“Venho aqui com uma frustração, tristeza e revolta muito grande. O Governo Flávio Dino não gosta de esporte, aliás, não só de esporte, segurança pública, saúde, educação, porque o Maranhão está um caos em todas as áreas. Ontem (6), assisti a uma reportagem na TV Mirante, falando da situação de um grupo de atletas de jiu-jitsu que está vendendo água para poder custear suas passagens para disputar um campeonato mundial e representar o Estado do Maranhão em São Paulo. É inadmissível. Culpa dessa gestão Comunista omissa”, protestou o parlamentar.

Ele lembrou que, quando esteve à frente da Secretaria de Esportes, havia uma programação anual de eventos e atividades, de forma a garantir o apoio e incentivo aos atletas amadores e profissionais.

“Já fui secretário de Estado de Esporte e Juventude, e sei que realmente o esporte não só aqui, mas do Brasil inteiro, tem sérias dificuldades financeiras, mas não posso deixar de falar que, todos os anos, o órgão recebe seu calendário esportivo pelas federações, para podermos fazer uma projeção das competições e adequar dentro do orçamento. É assim no judô, é assim no futsal, é assim no handebol, é assim no vôlei, no basquete, em todas as modalidades esportivas”.

O deputado questionou o posicionamento do Governo Flávio Dino e do secretário Márcio Jardim. “Pergunto ao governo e ao secretário, como é que pode o pessoal estar vendendo água para representar o Maranhão fora daqui? Um atleta passar quase seis horas no sol quente de kimono, vendendo água para poder levantar recurso para comprar passagem, para poder representar o Maranhão. Isso não pode acontecer”.

Sousa Neto falou, também, das dificuldades financeiras dos times de futebol que estão disputando competições nacionais e locais. “O Cordino está aí para disputar uma final do Campeonato Maranhense junto com o Sampaio Corrêa, que tem feito um grande trabalho em resgatar o futebol e dar o orgulho para o Maranhão, só que infelizmente o pessoal chegou à capital reclamando das condições precárias, porque não tem ajuda do Estado”.

Orçamento da Sedel – Ele anunciou que irá entrar com um requerimento à Mesa Diretora, solicitando informações acerca do orçamento destinado para a Secretaria de Esporte e Lazer (Sedel), comandada por Márcio Jardim, nos últimos três anos.

“Já estou entrando com requerimento junto à Mesa Diretora para saber o orçamento da Secretaria de Esporte do ano de 2015 e 2016, e o que tem para o ano de 2017, até por uma questão mais uma vez de transparência. Quem paga o Governador, nós deputados e todos os gestores públicos, é a população. O povo quer transparência”, encerrou.

Prefeitura de Alto Alegre do Pindaré entrega novas carteiras escolares

Por Luís Pablo Política
 

Os avanços na cidade de Alto Alegre do Pindaré seguem a todo vapor. Após vários postos de saúde entregues à população reveja aqui, foi a vez do setor da educação ser beneficiado.

Neste ano, alunos da Rede Municipal de Ensino da Zona Urbana e Rural contarão com novas carteiras nas unidades escolares. A primeira remessa com 1400 novas carteiras já foi entregue.

A aquisição das novas carteiras, que atendem o padrão exigido pelo Ministério da Educação (MEC) e as diferentes faixas etárias das escolas da rede, visa melhorar a comodidade dos alunos e possibilitar um ambiente adequado para o aprendizado.

Para o prefeito Fufuca Dantas, o papel da administração municipal é direcionar a política educacional dando condições de trabalho e oferecendo melhorias nas escolas da rede pública do município de Alto Alegre do Pindaré.

Empresário registra BO após pegar calote de “loiraça” pela internet

Por Luís Pablo Cidade / Denúncia
 
Bruna utiliza da boa aparência para atrair clientes

Bruna utiliza da boa aparência para atrair clientes

Um empresário conhecido da capital maranhense registrou um Boletim de Ocorrência na manhã de hoje, 7, após ter sido vítima de um golpe através da internet. O caso foi publicado em primeira mão pelo Blog do Luis Pablo.

A denunciada possui uma página na rede social instagram, onde oferece a venda de mercadorias nacionais e importadas. O empresário adquiriu algumas camisas de marcas importadas e caiu no erro de efetuar o pagamento antecipado.

Depois de muito esperar, a caixa com a devida mercadoria chegou, mas não como ele esperava. Os produtos, além de péssima qualidade, eram falsos.

Após veiculação da notícia na internet, Bruna Berredo chegou a fazer ameaças ao empresário dizendo que retirasse a denúncia publicada em blog.

A medida foi tomada após a “loiraça” se recusar a desfazer o negócio.

Sucesso do empresário Sérgio Linhares gera crise com produtores em São Luís

Por Luís Pablo Diversão
 

Empresário Sérgio Linhares

Empresário Sérgio Linhares

Uma grande crise entre produtores de festas se instalou, em São Luís-MA. Tudo por conta de uma festa que ocorrerá neste sábado, dia 9, numa casa noturna na Lagoa da Jansen.

O principal alvo dos ataques tem sido o empresário Sérgio Linhares, por não ter cedido as bandas que já tocam em suas casas para se apresentarem em um outro evento.

O empresário, para os outros produtores, teria que abrir mão da apresentação dessas bandas para ceder aos concorrentes. O que não faz o menor sentido.

Linhares vem sendo atacado nas redes sociais e grupos de WhatsApp pelo resultado do sucesso que criou em ser hoje o dono de quase todas as casas de festas da capital.

Indignado com a repercussão em torno disso e de algumas ofensas que estão sendo feitas a sua pessoa, o empresário se pronunciou pedindo respeito pelo trabalho que já desempenha durante anos na noite da capital.

“Nunca me importei com a vida de ninguém e não saiu denegrindo e falando mal de ninguém. As pessoas são sempre bem recebidas nas minhas casas”, disse Sérgio Linhares.

Secretaria Penitenciária vai gastar R$ 6,4 milhões para manter veículos da pasta

Por Luís Pablo Política
 

Secretário Murilo Andrade

Secretário Murilo Andrade

A secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) contratou a empresa Ticket Soluções pela bagatela de R$ 6.448.058,79 (seis milhões, quatrocentos e quarenta e oito mil, cinquenta e oito e setenta e nove centavos).

A empresa contratada será responsável por realizar gerenciamento eletrônico com uso de tecnologia de cartões magnéticos individuais através de rede de estabelecimentos credenciados no Estado, além de, fornecimento de combustíveis e lubrificantes para manter os veículos da secretaria. O contrato foi assinado no dia 17 de maio.

Vale lembrar que a situação penitenciária do Maranhão encontra-se no fundo do poço. O caos instalado no local, parece uma situação irreversível. São constantes intervenções devido o alto índice de super-lotação e falta de segurança.

O montante investido é exorbitante diante de tantos outros quesitos mais necessários para serem resolvidos.

João Alberto demonstra força e é reeleito presidente do Conselho de Ética

Por Luís Pablo Política
 

O presidente reeleito do Conselho de Ética, senador João Alberto (PMDB-MA) (Foto: Gustavo Garcia / G1)

(Com informações do G1)

Esta é a sexta vez que o parlamentar do Maranhão assume a função. Vice-presidência do colegiado que tem vários investigados no STF, ficou com Pedro Chaves (PSC-MS).

Indicado pelo PMDB, o senador João Alberto (MA) foi reeleito nesta terça-feira (6) presidente do Conselho de Ética do Senado. Esta é a sexta vez que o parlamentar do Maranhão assume a função.

Para a vice-presidência do colegiado, foi eleito o senador Pedro Chaves (PSC-MS), suplente do ex-senador Delcídio do Amaral (ex-PT), cassado no ano passado após processo no Conselho de Ética.

Não foi apresentada uma chapa para concorrer com João Alberto. O senador Lasier Martins (PSD-RS) defendia o nome de Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), mas Valadares afirmou que não queria concorrer.

Investigados

Entre os integrantes da nova composição do Conselho de Ética, três estão sendo investigados na Lava Jato. Um é titular, Romero Jucá (PMDB-RR). Os outros dois são suplentes: Jader Barbalho (PMDB-PA) e Eduardo Braga (PMDB-AM).

Fora da Lava Jato, outros integrantes também são alvos de inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF)

É o caso dos senadores Eduardo Amorim (PSDB-SE) e José Pimentel (PT-CE). Ivo Cassol (PP-RO), que já foi condenado pelo STF, estava como integrante titular do colegiado. No entanto, Cassol divulgou nota à imprensa dizendo que não irá integrar o colegiado.

Roseana segue os métodos do pai para retornar ao Governo do Maranhão

Por Luís Pablo Política
 
Roseana faz o mesmo jogo do pai quando foi eleito presidente do Senado

Roseana faz o mesmo jogo do pai quando foi eleito presidente do Senado

A estratégia que a ex-governadora Roseana Sarney vem adotando no jogo eleitoral já é conhecida. Pelo menos para quem sabe ou acompanhou as eleições em que o ex-presidente e ex-senador José Sarney fez para se eleger presidente do Senado.

Assim como o pai, a filha também vem dizendo que não é candidata e que não quer disputar a eleição ao Governo do Maranhão.

Sarney dizia o mesmo na época da eleição à Presidência do Senado. Quem falava pelo ex-senador era seus aliados, que espalhavam aos demais senadores que Sarney era um nome bom e forte para ocupar o cargo.

Da mesma forma vem acontecendo com Roseana. Ela tem dito que não quer disputar, mas manda seus aliados espalharem que ela é o único nome para derrotar o atual governo.

Durante o lançamento da pré-candidatura ao Senado do irmão Sarney Filho, a ex-governadora disse aos jornalistas que ainda precisa pensar se vai concorrer às próximas eleições e que vai debater com os aliados se esse é o “desejo” deles.

É o mesmo jogo do pai. E, ao que tudo indica, vem dando certo, porque várias lideranças políticas insatisfeitas com o governador Flávio Dino, querem o retorno de Roseana.

Secretário de Saúde do governo só se complica ao falar da Operação Rêmora

Por Luís Pablo Política
 

É cada vez mais complicada a situação do secretário de Saúde, Carlos Lula, com relação as explicações dadas sobre o contrato celebrado com o Instituto de Desenvolvimento e Apoio à Cidadania (IDAC), que foi alvo da Polícia Federal, na semana passada, por desviar milhões de reais da saúde do Maranhão.(reveja aqui)

Secretário Carlos Lula

Secretário Carlos Lula

Durante entrevista ao Bom Dia Maranhão, da TV Difusora, ontem (05), Lula afirmou que não havia nada que desabonasse a conduta do Idac antes da operação.

Ocorre que a declaração do secretário não procede. Em fevereiro de 2015, resultados preliminares, de analises feitas pela de Secretaria de Controle e Transparência, comprovaram a existência de superfaturamento de 25% a 30%.

Até mesmo o Palácio dos Leões, em nota que foi distribuída pela própria SES, divulgou o superfaturamento nos preços e ainda afirmou não aceitar a redução dos serviços e nem dos salários dos trabalhadores contratados.

“Por fim, informa que a portaria foi editada devido aos resultados preliminares de auditoria realizada pela Secretaria de Estado da Transparência e Controle nos contratos de serviços e fornecedores dos Institutos ICN, Bem Viver e Idac apontarem indícios de superfaturamento da ordem de 25% a 30%.”, diz trecho da nota emitida pela SES em fevereiro de 2015.

Meses após a descoberta do superfaturamento, o contrato foi prorrogado por dispensa de licitação com o Idac, que voltou a garantir aditamento um ano depois. Somados, os contratos superam os R$ 200 milhões.

O fato é que o secretário de Saúde do governo só se complica ao falar da Operação Rêmora.

Empresário da capital denuncia “loiraça” que vendeu produtos falsificados

Por Luís Pablo Denúncia
 

proprietária da Super Grifes

Um empresário do ramo de concessionária de veículos acabou sendo enganado após tentar adquirir alguns produtos de marca e acessórios através da internet. De acordo com relatos da vítima, o prejuízo gerado foi de quase R$ 5 mil reais.

Ele revelou ter sido enganado por uma mulher identificada como Bruna Berredo, residente da cidade de Imperatriz e proprietária da loja Super Grifes. Em contato com a mulher, ele pediu algumas camisas da marca Burberry, Armani Jeans, Prada, Lacoste, Gucci e outras.

O valor foi pago adiantado através de transferências bancárias para a conta enviada pela suposta golpista. Após dias de espera, várias desculpas eram dadas por Bruna que nunca enviava os pedidos para a residência do empresário.

Foram inúmeras conversas, ameaças e humilhações sofridas até a chegada das mercadorias. Para espanto do cliente, que esperava por produtos originais e de boa qualidade, recebeu apenas camisas desbotadas, manchadas e até rasgadas, além da notável falsificação grosseira dos produtos.

O remetente da caixa com as mercadorias aponta que o envio foi feito da cidade de Fortaleza, onde através de pesquisa minuciosa descobriu-se que fica no Centro da capital proveniente de fábricas clandestinas.

A loiraça usa da beleza e da boa forma para atrair clientes homens, segundo disse o denunciante. “Não seria a primeira vítima de Bruna que também tem amizade com vários políticos da capital”, disse o empresário.

Em tempo: o Blog do Luís Pablo está em aberto para divulgar o esclarecimento da pessoa que foi denunciada.

empresário tentou por várias vezes contato com a “vendedora”

falsificação gritante

Secretário de Segurança quer ser votado em 2018 na cidade mais violenta do MA

Por Luís Pablo Política
 
Secretário de Segurança, delegado Jefferson Portela, ao lado do prefeito Luis Fernando

Secretário de Segurança, delegado Jefferson Portela, ao lado do prefeito Luis Fernando

Não é piada. O secretário de Segurança Pública do Maranhão, delegado Jefferson Portela, quer receber votos nas próximas eleições na cidade mais violenta do Estado.

Portela é candidato a deputado federal em 2018 e irá receber o apoio do prefeito de São José de Ribamar-MA, Luís Fernando Silva.

É justamente em Ribamar, segundo o levantamento feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), que aconteceu 159 homicídios e nove mortes violentas com causa indeterminada (MVCI) para uma cidade que fica na Região Metropolitana de São Luís.

A taxa de homicídio, na cidade que tem pouco mais de 174 mil habitantes, gira em torno de 89,2% e a taxa de mortes violentas com causa indeterminada chega a 5,2%.

O levantamento aponta ainda que São Luís aparece no ranking das 30 cidades mais violentas. A capital maranhense ficou na 23ª posição com 758 homicídios e 36 mortes violentas com causa indeterminada. A população ludovicense supera 1 milhão de pessoas.

Fica a pergunta: como será que o prefeito Luís Fernando vai pedir para população votar no secretário Jefferson Portela que não tem feito uma política de segurança eficiente em São José de Ribamar?