Deputado Júnior Verde conduz audiência para colher demandas da Polícia Civil

Por Luís Pablo Política
 

Presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia, o deputado estadual Júnior Verde (PRB) conduziu audiência pública para colher as reivindicações da Polícia Civil e encaminhar ao Governo do Estado.

Participaram da reunião o deputado Wellington do Curso (PP), o vereador de São Luís, Professor Sá Marques (PHS), o presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Maranhão (SINPOL), Elton John da Rocha, o presidente da Associação Maranhense dos Escrivães de Polícia (AMEPOL), Antônio Carlos Ribeiro, e o presidente da Associação dos Delegados de Polícia (ADEPOL), Marcondes Chaves Lima.

A exibição de um vídeo com dados sobre a situação estrutural, salarial e funcional da Polícia Civil do Maranhão abriu os debates. “As Leis nº 3.597/74, 4.327/81 e 8.957/09 regem a Polícia Civil do Maranhão. Somos, atualmente, 1.152 Investigadores, 316 Escrivães e 400 Delegados. Para atender a proporção de 10 mil habitantes para um delegado, um investigador e um escrivão, que é o recomendado pelos organismos de segurança, a população do Maranhão, hoje, exigiria 900 delegados, 1.400 escrivães e 3.500 investigadores”, revelou José Rayol Filho, vice-presidente do SINPOL.

“Um total de 78 municípios do Maranhão, o que corresponde a 36,62%, não têm policial civil e 92 cidades não têm delegados. Tem delegado, hoje, que responde por mais de dez municípios. Temos cerca de 154 escrivães de polícia ad hoc, ou seja, nomeados pelo prefeito para exercer a função. Temos mais de 1000 presos custodiados em delegacias. As delegacias, em sua grande maioria, estão em péssimas condições”, denunciou o presidente do SINPOL.

Elton John disse que tal situação acarreta o aumento considerável da taxa de homicídios e maior número de crimes sem a devida investigação policial e, ainda, escalas de plantão abusivas, acrescentando que São Luís é, hoje, a 11ª capital mais violenta e, dentre as cinquentas cidades mais violentas, a 30ª.

“Diante dessa situação, quem garante direitos e garantias constitucionais? Quem realiza os procedimentos de polícia judiciária? Como se pode cumprir o artigo 115 da Constituição do Estado do Maranhão, que dispõe: A Polícia Civil, dirigida por Delegado de Carreira, incumbe as funções de polícia judiciária e a apuração de infrações penais, exceto as militares”, indagou.

O deputado Júnior Verde encaminhou expediente ao secretário de Segurança protestando por sua ausência na audiência pública. “Ao mesmo tempo, o convidaremos para debater com essa Comissão o Plano de Segurança Pública do Maranhão. Caso não compareça, vamos convocá-lo”, declarou.

Os encaminhamentos tirados da audiência pública foram os seguintes: a) Implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários da Polícia Civil; b) Reativação do Plano Seletivo de Remoção (PSR); c) Permanência dos representantes de classe no Conselho da Polícia Civil; d) Reconhecer o direito ao acúmulo de cargos dos policiais civis; e) Reconhecer a condição de insalubridade e de perigo da atividade do policial civil; f) Realização de concurso público anual para preenchimento das vagas dos que se aposentam ou morrem; g) Implantação de adicionais e vantagens concernentes aos exercício do cargo de nível superior.

Assassino de sobrinha-neta de Sarney será submetido a avaliação mental

Por Luís Pablo Crime
 
Lucas Porto

Lucas Porto

(Com informações do G1)

A Justiça determinou que Lucas Porto, assassino confesso da publicitária Mariana Costa, sobrinha-neta de Sarney, seja submetido a exame de avaliação mental realizado por peritos psiquiatras do Hospital Nina Rodrigues em São Luís. A decisão atende pedido da defesa durante a segunda audiência de instrução do caso, realizada na quinta-feira (18).

Mariana Costa foi morta depois de ser estuprada, em seu apartamento pelo próprio cunhado, Lucas Porto, em novembro de 2016.

A defesa de Lucas Porto instruiu o pedido de laudo psiquiátrico com base no Artigo 49 do Código de Processo Penal, que diz que “quando houver dúvidas sobre a integridade mental do acusado, o juiz ordenará (…) seja este submetido a exame médico-legal”.

O promotor de justiça Gilberto Câmara França Júnior reconheceu o direito do acusado de ser submetido a este procedimento e se manifestou pelo acolhimento.

O juiz titular da 4ª Vara do Tribunal do Júri, José Ribamar Goulart Junior formulou alguns quesitos para a avaliação psiquiátrica como se o acusado era, ao tempo do crime, doente mental ou portador de desenvolvimento mental incompleto ou retardado.

Caso a resposta seja positiva, o magistrado orienta questionar se era inteiramente incapaz de entender o caráter ilícito do fato ou de determinar-se de acordo com este entendimento.

O incidente de insanidade mental deixa suspensa a ação penal até a conclusão do laudo médico, sem prejuízo do cumprimento das cartas precatórias, já expedidas e as diligências no procedimento de quebra de sigilo de dados telefônicos.

Mariana Costa foi estuprada e morta pelo próprio cunhado, Lucas Porto

Mariana Costa foi estuprada e morta pelo próprio cunhado, Lucas Porto

Crime no apartamento

Mariana Menezes de Araújo Costa Pinto, de 33 anos, foi encontrada morta na noite do dia 13 de novembro de 2016, em seu apartamento, no nono andar de um condomínio na Avenida São Luís Rei de França, no bairro Turu, em São Luís. Ela é filha do ex-deputado estadual Sarney Neto e sobrinha-neta do ex-presidente da República e senador José Sarney.

O empresário Lucas Porto, de 37 anos, confessou que matou a publicitária. Porto era cunhado da vítima. A motivação seria uma atração que ele tinha por Mariana Costa.

A Polícia Civil do Maranhão concluiu que o empresário Lucas Porto, de 37 anos, estuprou e matou por asfixia a cunhada.

Waldir Maranhão reafirma compromisso com prefeitos maranhenses

Por Luís Pablo Política
 

O deputado federal Waldir Maranhão, por meio de vídeo em suas redes sociais, reafirmou o compromisso em atender as demandas dos prefeitos maranhenses.

Para o deputado, que esteve na XX Marcha dos Prefeitos realizada em Brasília, é perceptível a necessidade de uma grande articulação política em torno das causas municipalistas.

Pensando nisso, Maranhão acredita que uma nova forma de distribuição dos impostos precisa ser implantada e defende, ainda, que além da descentralização orçamentária, seja derrubado o veto do imposto sobre serviço.

Segundo ele, essa medida irá redistribuir mais de R$ bilhões ao municípios.

“Aos meus amigos prefeitos e vereadores, posso garantir que sempre vou estar ao lado da boas causas e ao lado do bom combate”, afirmou.

TERREMOTO NA POLÍTICA! Temer diz que Joesley cometeu crime perfeito

Por Luís Pablo Brasil
 
Presidente Michel Temer

Presidente Michel Temer

(Com informações do G1)

O presidente Michel Temer afirmou nesta sábado (20), em pronunciamento de 12 minutos e meio no Palácio do Planalto, que ingressará no Supremo Tribunal Federal (STF) com um pedido de suspensão do inquérito aberto com autorização do ministro Edson Fachin para investigá-lo.

Ele também afirmou que não deixará a Presidência. “Digo com toda segurança, o Brasil não sairá dos trilhos. Eu continuarei à frente do governo”.

Na noite de 7 de março, Temer recebeu o empresário Joesley Batista, dono do frigorífico JBS, na residência oficial do Palácio do Jaburu. O empresário registrou a conversa com um gravador escondido e depois apresentou a gravação a investigadores da Operação Lava Jato, da qual se tornou delator.

No pedido de abertura de inquérito ao STF, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou que a conversa indica “anuência” de Temer ao pagamento de propina mensal, por Joesley, para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso em Curitiba pela Operação Lava Jato.

“Li hoje no jornal ‘Folha de S.Paulo’ notícia de que perícia constatou que houve edição no áudio de minha conversa com o sr. Joesley Batista. Essa gravação clandestina foi manipulada e adulterada com objetivos nitidamente subterrâneos. Incluída no inquérito sem a devida e adequada averiguação, levou muitas pessoas ao engano induzido e trouxe grave crise ao Brasil. Por isso, no dia de hoje, estamos entrando com petição no Supremo Tribunal Federal para suspender o inquérito proposto até que seja verificada em definitivo a autentiticidade da gravação”, declarou o presidente.

Veja outras declarações do presidente no pronunciamento:

“Essa gravação, clandestina, é o que se diz, foi manipulada e adulterada com objetivos nitidamente subterrâneos, incluída no inquérito sem a devida e adequada averiguação, levou muitas pessoas ao engano induzido e trouxe grave crise ao Brasil.”

“As incoerências entre o áudio e o seu depoimento [Joesley] comprometem a lisura do processo por ele desencadeado.”

“Quero lembrar da acusação de que eu dei aval para a compra de um deputado. Não existe isso na gravação, mesmo tendo sido adulterada. E não existe porque eu não comprei o silêncio de ninguém.”

“Tenho crença nas instituições brasileiras e nos seus integrantes. Devo registrar que é interessante quando os senhores examinam os depoimentos, os senhores verificam que a conexão de uma sentença a outra diz: ‘Estou comprando o silêncio de um deputado e estou dando dinheiro a ele’. A frase é ‘Estou me dando bem’, e eu digo: ‘Mantenha isso, viu?’. Por isso, devo dizer que não acreditei na narrativa do empresário de que teria segurado juizes etc.”

“Ele [Joesley] é um conhecido falastrão, exagerado. Depois, em depoimento, podem conferir, disse que havia inventado essa história, que não era verdadeira. Era fanfarrosnice que ele utilizava naquele momento.”

“O autor do grampo está livre e solto, passeando pelas ruas de Nova York. O Brasil, que já tinha saído da mais grave crise econômica de sua história, vive agora, sou obrigado a reconhecer, dias de incerteza. Ele não passou nenhum dia na cadeia, não foi preso, não foi julgado, não foi punido e, pelo jeito, nao será.”

“O autor do grampo relata dificuldades e eu simplesmente as ouvi. Nada fiz para que ele obtivesse benesses do governo, não há crime em ouvir reclamações e me livrar do interlocutor indicando outra pessoa ouvir suas lamúrias. E confesso que o ouvi como ouço empresários, políticos, trabalhadores, intelectuais e pessoas de diversos setores da sociedade no Palácio do Planalto, no Palácio do Jaburu, no Palácio da Alvorada e em São Paulo.”

“Nunca comprei o silêncio de ninguém, não obstruí a Justiça porque não fiz nada contra o Judiciário.”

“Antes de entregar a gravação, [Joesley] comprou US$ 1 milhão porque sabia que isso provocaria caos no câmbio. Sabendo que a gravação também reduziria o valor das ações de sua empresa, as vendeu antes da queda da bolsa. Não são palavras minhas apenas. Os fatos estão sendo investigados pela Comissão de Valores Mobiliários. A JBS lucrou milhões e milhões de dólares em menos de 24 horas.”

“Não há crime em ouvir reclamações e me livrar do interlocutor indicando outra pessoa para ouvir suas lamúrias.”

“Digo com toda segurança: o Brasil não sairá dos trilhos. Eu continuarei à frente do governo”.

Pronunciamento anterior

Na quinta (18), Temer já havia feito um pronunciamento à imprensa, sem responder a perguntas de jornalistas, no qual disse que não renunciará ao cargo.

Joesley e Wesley Batista, além de Ricardo Saud, diretor da J&F, fecharam acordo de delação premiada com o Minsitério Público e entregaram aos investigadores da Lava Jato documentos, fotos e vídeos como prova das informações.

As delações já foram homologadas pelo Supremo Tribunal Federal. O sigilo das informações foi retirado e o conteúdo, divulgado.

“Eu não vejo nada contra o Presidente”, afirma senador João Alberto

Por Luís Pablo Política
 

O 2º vice-presidente do Senado, senador maranhense João Alberto (PMDB), se pronunciou sobre as acusações envolvendo o presidente Michel Temer após as denúncias feitas pelo empresário Joesley Batista, dono do grupo J&F.

Em entrevista ao Jornal Nacional, na noite de ontem (20), o senador, que também é amigo de Temer há muitos anos, disse que ao ouvir os áudios não há nada que pese contra o presidente.

“Quem conhece o Temer de perto, sabe que ele além de ser um jurista muito competente, é um cidadão muito delicado. O Temer procura sempre tratar bem as pessoas, o que eu vi ali é o Temer não querer tratar mal a ninguém. Pelo que eu vi pelos áudios, eu não vejo nada contra o Presidente da República, mas eu acredito que não pese nada contra ele“, disse João Alberto.

Mais cedo, durante entrevista ao programa Senado em Revista, João Alberto ressaltou que o Senado continuará tranquilamente com sua pauta e que o pior da crise do Executivo já passou. “O presidente continuará com o apoio tanto na Câmara como no Senado, poque nóes acreditamos que o presidente que o melhor para o país”, opinou.

Waldir Maranhão manifesta apoio ao novo presidente do PT no MA

Por Luís Pablo Política
 

Deputado Waldir Maranhão

Deputado Waldir Maranhão

O deputado federal Waldir Maranhão usou sua rede social para manifestar apoio ao novo presidente do Diretório Estadual do PT no Maranhão, Augusto Lobato.

Waldir disse que teve a satisfação de conhecer Lobato desde à que foi reitor da UEMA — Universidade Estadual do Maranhão.

“Os nossos caminhos, meu e de Lobato, têm pontos convergentes desde a militância estudantil quando eu, ainda na condição de Reitor da UEMA, que fui, tive a grata satisfação de conhecer e conviver com o já engajado e destemido líder dos movimentos estudantis”, disse Maranhão.

O parlamentar desejou boa sorte ao novo dirigente do PT e disse que tem “a mais absoluta certeza, o fará com competência, com dedicação e zelo, pois a sua maturidade, compromisso e militância vivenciadas ao longo do tempo, lhe credenciam ao sucesso diante desse novo desafio.”

Adriano Sarney acusa Flávio Dino de copiar programa de ministério

Por Luís Pablo Política
 
Deputado Adriano Sarney

Deputado Adriano Sarney

O deputado estadual Adriano Sarney (PV) afirmou que o governador Flávio Dino (PCdoB) copiou o programa federal Bolsa Verde, criado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) e que no Maranhão já beneficiou 1.828 famílias. Trata-se do Projeto de Lei nº 056/2017, votado nesta quinta-feira (18) na Assembleia Legislativa, que institui o Programa Maranhão Verde.

“O Bolsa Verde é um programa de transferência de renda para famílias em situação de extrema pobreza, que vivem em áreas de relevância para a conservação ambiental. Aí vem o governador e envia para a Assembleia um projeto voltado às unidades de conservação estaduais. Trata-se de uma cópia muito bem-feita e louvável do programa federal”, explicou Adriano.

O deputado fez uma crítica ao programa estadual, no sentido de que deveria ter sido melhor discutido com o parlamento, uma vez que trata também de desenvolver projetos de apoio e recuperação ambiental de unidades de conservação.

“Sabemos que algumas unidades de conservação se encontram em estado precário e, por isso, precisamos saber de que forma esse programa será executado nessas unidades. Com a aprovação desse projeto, vamos enfocar ainda mais na fiscalização para que não haja propaganda enganosa ou eleitoreira, a exemplo do que está acontecendo em relação a outros programas estaduais”, ponderou Adriano.

Eleição de Cunha para presidência da Câmara custou R$ 30 milhões, diz delator

Por Luís Pablo Brasil
 
Dono da JBS, Joesley Batista

Dono da JBS, Joesley Batista

O dono frigorífico JBS, Joesley Batista, fez uma grande revelação em sua delação à Lava Jato.

O empresário disse que pagou milhões para Eduardo Cunha se eleger presidente da Câmara dos Deputados.

Segundo Joesley, foram R$ 30 milhões repassados a pedido de Cunha para comprar vários deputados federais em diversos estados do país.

“Pagamos 30, foi pago 10 a 11 milhões com nota fria de fornecedores diversos. Dinheiro em espécie entregue direto a ele foi 12 milhões. O restou entrou como doação oficial ao PMDB. Pelo que entendi, ele saiu comprando deputado”, disse o dono da JBS.

Homem é baleado por mulher durante tentativa de assalto no Monte Castelo

Por Luís Pablo Polícia
 

Uma mulher ainda não identificada, que seria uma policial, reagiu a um assalto, na tarde desta sexta-feira (19) e baleou o criminoso, no bairro do Monte Castelo, em São Luís.

Leandro Lima Farias de 28 anos, abordou a vítima com uma faca na mão, exigindo que ela passasse o celular. Ao abrir a bolsa, o ladrão foi surpreendido por um disparo de uma pistola .40.

O tiro acertou a perna de Leandro, que foi levado para o Hospital Djalma Maques, o Socorrão I. Após os curativos, o criminoso foi entregue à Polícia.

VÍDEO: cantor Edson Lima fica irreconhecível após cirurgia de redução

Por Luís Pablo Política
 
Bastante magro, Edson Lima fala sobre estado de saúde

Bastante magro, Edson Lima fala sobre estado de saúde

Portal 180graus

O cantor Edson Lima, da banda Gatinha Manhosa, usou as redes sociais para divulgar um vídeo sobre seu estado de saúde, já que houve várias especulações que estava em uma situação muito grave.

O cantor que já ostentou um porte físico robusto no período que fez sucesso com o forró, realizou em 2009 uma cirurgia de redução do estômago que o fez perder bastante peso, mas desde então sua saúde tem apresentado alguns revezes.

“Hoje estou aqui para tirar algumas dúvidas de fãs e amigos, e as especulações que rondam no dia a dia, sobre a saúde do Edson Lima, o que está acontecendo que o Edson Lima está perdendo peso, e tal, está com uma nova aparência… Já falei de uma problema que eu estava sentindo por causa de uma cirurgia que fiz há 8 anos atrás, e isso agora foi comprovado”, diz ele no vídeo.