MP vai fiscalizar o transporte escolar em Bom Lugar

Por Luís Pablo Política
 

Prefeita Marlene Miranda

A 4ª Promotoria de Justiça Especializada de Bacabal abriu procedimento administrativo para acompanhar e fiscalizar a regularidade do transporte escolar no município de Bom Lugar-MA, comandado pela prefeita Marlene Miranda.

A fiscalização vai acontecer durante o ano de 2024. O MP destaca que incorre em infração de responsabilidade aquele que presta irregularmente o
ensino fundamental.

“Nos termos do art. 208, inciso VII da Constituição Federal, educação fundamental, compreende a garantia de programas suplementares, dentre os quais se destaca o transporte escolar”, menciona Portaria do MP.

Em setembro do ano passado, um ônibus escolar pegou fogo quando transportava cerca de 20 alunos da sede para a zona rural de Bom Lugar.

Os estudantes retornavam do desfile do Dia da Independência do Brasil. Todos conseguiram descer a tempo. O ônibus foi consumido pelas chamas.

Deputado Yglésio marca data da luta com Alessandro Martins, que aceita o desafio

Por Luís Pablo Política
 

O deputado estadual Yglésio Moyses disse ao site do Luís Pablo que já definiu a data da luta contra o empresário Alessandro Martins, após suas ameaças. Reveja aqui.

Yglésio falou que será no próximo mês, dia 15 de junho, no Ginásio Castelinho, em São Luís-MA. Ele disse que já preparou o contrato da luta.

O parlamentar falou ainda que já conversou com o secretário de Esporte, Naldir Lopes, para autorizar a liberação do ginásio para a luta. “Naldir até já deferiu informalmente”, disse Yglésio.

Em sua rede social, o empresário Alessandro respondeu dizendo que aceita o desafio e chamou o deputado de “bunda mole, cagão e frouxo”.

CLIQUE E VEJA:

Nove pessoas são presas por crime eleitoral em São Luís

Por Luís Pablo Política
 

Os fatos se enquadram no crime de Inscrição Fraudulenta de Eleitor

A Polícia Federal no Maranhão prendeu em flagrante nove pessoas, nos dias 4 e 7 de maio, pela tentativa de transferência fraudulenta de domicílio eleitoral em postos do TRE-MA, localizados em São Luís.

As ações decorreram de informações que apontavam a utilização de documentos aparentemente falsos para realização de transferência de domicílio eleitoral.

No dia 4, uma equipe de policiais se deslocou até o local onde funciona a sede provisória do Fórum Eleitoral, para verificar a situação e, na ocasião, prendeu uma mulher por apresentar conta de luz de titular com quem não possuía qualquer vínculo, como comprovante de residência, artifício que seria utilizado para transferência indevida de seu domicílio eleitoral.

Outros dois homens foram presos quando um deles apresentou documento falsificado como comprovante de residência, também na tentativa de transferir o domicílio eleitoral de forma fraudulenta.

Três menores envolvidos na mesma prática foram encaminhados para a Polícia Civil, para adoção dos procedimentos adequados, conforme determina o Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA.

Situações semelhantes ocorreram no dia 7, com a prisão em flagrante de mais seis pessoas, em duas unidades do TRE-MA. Em todos os casos, os fatos se enquadram no crime de Inscrição Fraudulenta de Eleitor.

Destaca-se que transferir o título de eleitor apenas para votar e favorecer determinado candidato, sem que haja vínculo do eleitor com o novo município, é crime.

Os requisitos legais para a transferência são residência mínima de três meses no novo domicílio e transcurso de, no mínimo, um ano do alistamento eleitoral ou da última transferência. A lei prevê penalidade também para quem induz o eleitor a fazer a transferência ou inscrição eleitoral de forma fraudulenta.

As ações da Polícia Federal visam assegurar a regularidade do cadastro eleitoral e do pleito que se aproxima, bem como evitar prejuízos à soberania popular.

Após ameaça, deputado Yglésio desafia Alessandro Martins para uma luta

Por Luís Pablo Política
 
Yglésio Moyses e Alessandro Martins vão se enfrentar no ringue

Yglésio Moyses e Alessandro Martins vão se enfrentar no ringue

O bate-boca nas redes sociais entre o deputado estadual Yglésio Moyses e o empresário Alessandro Martins vai parar no ringue.

Hoje, dia 9, o parlamentar publicou um vídeo em seu Instagram desafiando o empresário para um luta. Isso porque Martins ameaçou Yglésio: “quando eu tiver no lugar, sai do lugar porque pode acontecer um acidente”.

O deputado disse que encaminhar um ofício para a SEDEL (Secretaria de Estado do Esporte e Lazer) solicitando o espaço no Ginásio Castelinho, em São Luís-MA, para lutar contra o empresário.

CLIQUE E VEJA:

São Luís sediará grande Seminário de Marketing Eleitoral

Por Luís Pablo Política
 

Está chegando o dia do Seminário ELEIÇÃO MUNICIPAL 2024 – VENÇA A SUA!, promovido pela empresa Única. O encontro acontece no dia 18 de maio, no auditório da Famem, em São Luís.

O evento é ministrado pelo experiente Marco Iten, renomado especialista em marketing político, eleitoral e digital, com mais de 30 anos de experiência na área, e pelo professor Marcio Endles, doutor em direito eleitoral.

Será uma experiência enriquecedora para todos os profissionais que atuam em campanhas e para os pré-candidatos a prefeito e vereador.

As inscrições podem ser realizadas Aqui. Para mais informações, acesse o perfil @unicaparticipacoesma no Instagram ou entre em contato pelo número: (98) 98167-6767.

ESCÂNDALO! Servidores de Vitorino Freire eram obrigados a dividir salários

Por Luís Pablo Política
 
Vereador Cyreno Rezende, de Vitorino Freire-MA

Vereador Cyreno Rezende, de Vitorino Freire-MA

Mais uma bomba foi estourada no município de Vitorino Freire-MA, comandado por Luanna Rezende. Desta vez, o vereador Cyreno Rezende trouxe à tona um relato de uma ex-servidora do município que foi obrigada a dividir o salário.

A ex-funcionária, que não teve a identidade revelada por medo de represálias, afirma que durante quatro meses do ano passado precisou dividir o salário mínimo com outra servidor.

A denunciante informa que teve que ficar só com a metade do salário e mesmo assim precisou trabalhar em duas repartições, sendo uma pela manhã e a outra à tarde.

O vereador Cyreno questiona de quem partiu a ordem, e a ex-servidora diz que foi de um secretário, chamado Jó Alencar.

“A cada dia, os desmandos vão aparecendo. Além dessa servidora, ainda temos vários outros casos que serão publicados. Senhora prefeita, pagou valores altíssimos para um médico fantasma e servidores com salários de 1200 reais, obrigando-os a dividir”, postou o vereador.

CLIQUE E VEJA:

Novo pré-candidato a prefeito de Pinheiro já teve bloqueio judicial por ficar devendo condomínio em São Luís

Por Luís Pablo Política
 
Pré-candidato Kaio Aguiar Hortegal

Pré-candidato Kaio Aguiar Hortegal

O secretário de Saúde do município de Pinheiro-MA, Kaio Aguiar Hortegal, foi anunciado hoje (8) como pré-candidato a prefeito pelo atual gestor Luciano Genésio.

Kaio Aguiar é médico ultrassonografista e na sua ficha corrida consta um processo que já respondeu por ficar devendo despesas de condomínio em São Luís-MA.

No processo (nº 0800475-38.2017.8.10.0012) movido pelo Condomínio do Edifício Bahrein, localizado no Renascença, diz que o pré-candidato a prefeito não havia pago as taxas de condomínio do apartamento 905.

Na ação de cobrança diz que o débito foi de R$ 12.740,95 relativo as taxas condominiais vencidas de 09/2015 a 12/2015; 01/2016 a 12/2016 e de 01/2017 a 03/2017.

Também houve um acrescido de juros de R$ 1.243,53; multa de R$ 266,97; correção monetária de R$ 607,59 e ainda a cobrança proveniente de acordo administrativo no valor atualizado de R$ 1.023,74. Além de honorários advocatícios sobre o valor de toda a dívida de R$ 3.176,56.

Kaio Aguiar chegou a ter suas contas bloqueadas judicialmente, juntamente com o seu veículo por não cumprimento do acordo. O processo só foi extinto depois do pagamento da dívida.

CLIQUE E VEJA – 1

CLIQUE E VEJA – 2

CLIQUE E VEJA – 3

DE NOVO! Ex-prefeito de São Benedito do Rio Preto tem contas julgadas irregulares

Por Luís Pablo Política
 

José Maurício Carneiro

Mais uma vez, o ex-prefeito de São Benedito do Rio Preto, José Maurício Carneiro, teve as contas julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

A reprovação é referente a irregularidades na execução de um sistema de esgotamento sanitário, fruto de um convênio com o Ministério do Desenvolvimento Social, no montante de R$ 500 mil.

Dentre as irregularidades, constam possíveis desvios de recursos e falhas na execução do projeto. A RC Construções e Serviços Ltda também foi responsabilizada.

O ex-gestor e a referida empresa também foram multados, individualmente, no valor de R$ 50 mil, e têm prazo de 15 dias para comprovar o pagamento ao TCU.

Maurício Carneiro já acumula três contas julgadas irregulares pelo TCU, e vê seu sonho de voltar à Prefeitura de São Benedito do Rio Preto indo por água abaixo.

Yglésio cobra respostas sobre a morte do jornalista Maldine Vieira

Por Luís Pablo Política
 

Laudo do IML apontou afogamento e asfixia como causa da morte do jornalista

O deputado estadual Yglésio usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão, nesta quarta-feira (8), para cobrar esclarecimentos à polícia sobre a morte do jornalista Maldine Vieira, ocorrida no último dia 1°, em uma casa noturna no Olho d’Água.

“Está sendo colocado como se fosse uma grande fatalidade, e não foi. Nós estamos falando aqui de um possível homicídio culposo ou eventualmente investigar até o preterdolo”, frisou Yglésio.

O parlamentar citou possível omissão de socorro à vítima e questionou ainda como que a pessoa que levou Maldine ao local se negou a colocá-lo no carro.

“Não dá para simplesmente dizer que foi uma fatalidade. O laudo do IML diz, morreu afogado, não foi por abuso de substância; não foi o coração que parou; foi o pulmão que encheu de água enquanto 10 pessoas celebravam numa mesa. Então existe uma omissão caracterizada”, destacou o parlamentar.